Natural Coffee Shop

Café de qualidade

Café: um neutralizador natural de perfumes e odores

Passeando pelo shopping ou fazendo uma visita em uma loja de perfumes, há um sem número de fragrâncias (alguns até beirando o odor, no sentido de ruim). Mas como escolher depois do décimo que a vendedora colocou no seu nariz? Seu olfato depois de 5 ou 6 cheiros diferentes começa a ficar confuso, que na realidade é o seu cérebro que precisa de um tempo para entender e processar estes dados tão diferentes.

Para fazer este “reset” no sentido do olfato, o neutralizador mais comum e usado na maioria das lojas é o café. O café torrado tem um perfume único, que acaba servindo como marco zero para o olfato e imediatamente depois é possível prosseguir com a escolhe do melhor perfume.

Há diversos tipos de grãos de café, mas o mais usado no Brasil é o arábica, por ser mais barato e facilmente encontrado em qualquer mercado.

Grão de café arábica cru Grão de café torrado Grão de café Conilon cru

Fugindo um pouco do assunto do café, este problema com o olfato já não acontece quando você estiver escolhendo perfumes pela internet. Quando você estiver visitando a Revista Natura Online por exemplo, o “zerador” de olfatos não se faz necessário, já que todos os cheiros que você sente são apenas frutos da sua memória, e no máximo de alguma imaginação sua lendo sobre aquelas comparações que raramente alguém normal consegue fazer: “toque amadeirado, com nuanças de jatobá, vinho do porto e flor do campo pisada com bota preta”. E olha que imaginação que precisa estar nesses profissionais cheiradores.

Mas voltando ao café e suas propriedades olfativas, aquele odor de geladeira pode ser reduzido e até eliminado colocando um potinho de café, pode ser até o pó mesmo, no fundo da geladeira por alguns dias. Claro, isso depois de fazer a limpeza necessária dentro, porque ele reduz o odor, mas não faz milagre (infelizmente).

Mas não só as propriedades olfativas fazem parte desta maravilhosa matéria-prima para a segunda bebida mais consumida no mundo. A borra de café também é um excelente adubo, mas este assunto fica para um próximo post.

Como selecionar um bom café

Como selecionar um bom café

A seleção do grão de café é o primeiro passo para que a bebida final se tornar perfeita. Desde o processo de colheita até a torra, diversos mecanismos são envolvidos e cada um tem sua responsabilidade e finalidade para manter o aroma e o sabor do grão.

Um pé de café fornece em média 14kg de café cru por ano, tendo sua sensibilidade com o frio bastante grande. Geadas podem interferir fortemente em sua produção, tanto reduzindo a qualidade quanto a qualidade do grão. Cafeeiros utilizam técnicas de aquecimento do solo para diminuir os efeitos das intempéries climáticas, mas tais técnicas aumentam o custo de produção e são válidas apenas quando as previsões do clima não são boas para a plantação. Normalmente esta técnicas são utilizadas apenas algumas semanas durante o inverno em regiões mais susceptíveis a frio considerado extremo para as zonas tropicais e temperadas.

A produção do café no mundo tem sua qualidade comprovada e conhecida no Brasil, Colômbia, Equador, Venezuela e em algumas regiões da África e Ásia, longe de grandes cidades onde a mão de obra é mais barata, o que possibilita a redução do preço final da saca. Porém, o maior exportador de café, por incrível que pareça, é a Suíça, com suas fábricas de precisão que fazem as cápsulas para máquinas automáticas de café.

Veja abaixo o processo manual de torra do grão feito pela Cafe Sacramento.

Como podemos ver, o processo de torra do café pode ser feito em casa mesmo, literalmente no fundo seu quintal. Como é um processo manual, torna-se demorado e custoso, que pode ser feito por diversão, mas jamais uma grande empresa poderá depender deste processo para cobrar um valor acessível que pague todo este procedimento.

Os grãos de café crus ficam partidos ao meio assim que são descascados, e já neste momento é possível sentir o aroma da semente e inclusive o seu sabor bastante adocicado, embora seja bem diferente do produto final que é amargo.

Por isso, quando você for ao supermercado, dê preferência para escolher aquele café moído na hora a partir de grãos que você consegue ver. Mesmo sendo mais caro, o sabor é intenso e no meio dos grãos dá para ver se não há coisas junto como palha, cevada e até feijão.

Agora que você conhece por cima o processo de fabricação do café, já tem conhecimento o suficiente para conseguir escolher um bom produto para consumir e oferecer às visitas. Garantimos que você terá mais visitas e gente querendo tomar um “cafezinho”.